Alcolumbre quer agilidade na votação da Reforma da Previdência

A proposta vai ser apresentada para Bolsonaro quando ele tiver alta médica em São Paulo, e só depois vai ser encaminhada ao Congresso Nacional

Por Cristiano 06/02/2019 - 22:29 hs

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, disse que está trabalhando com líderes dos partidos para que a passagem da Reforma da Previdência pelas comissões e pelo Plenário seja rápida.

“A gente vai construir com os líderes partidários para que esta reforma tenha celeridade nas comissões e no Plenário para a sua votação. O Brasil precisa desta reforma. Os estados estão amargando uma crise nunca antes vista na sua história e o Senado é a casa da Federação, que representa os estados. A gente precisa dar uma resposta.”

Pela Constituição, são necessários 308 votos na Câmara para que o texto seja aprovado. No Senado, 49 parlamentares precisam dar o aval para que o a Reforma da Previdência entre em vigor.

A proposta vai ser apresentada ao presidente Jair Bolsonaro assim que ele tiver alta médica em São Paulo. Só depois da avaliação de Bolsonaro que o texto será encaminhado ao Congresso Nacional.

Nesta semana, o ministro da Economia, Paulo Guedes, chegou a afirmar que, com a mudança nas regras previdenciárias, a estimativa do governo federal é economizar R$ 1 trilhão em dez anos.

Reportagem, Cintia Moreira