Moro sai de férias para articular ministério da Justiça

Com a saída, exoneração e nomeação de novo juiz para 13ª vara devem ser adiados

Por Cristiano 05/11/2018 - 22:58 hs

O governo de Jair Bolsonaro começa a tomar forma. O presidente eleito já nomeou alguns ministros de sua gestão e um deles começou a trabalhar nesse sentido. Sérgio Moro, escolhido por Bolsonaro para ser ministro da Justiça, anunciou que sairá de férias nesta semana. Neste tempo, Moro deve definir a equipe que fará parte da qual será chefe.

Moro deve avaliar a estrutura que terá em seu ministério e possíveis nomes para sua equipe. O juiz também deve considerar quais serão as mudanças que serão implantadas e levadas ao Congresso Nacional, e que farão parte do pacote de leis que devem facilitar o combate a corrupção e o crime organizado, ajudando nas investigações e na aplicação das penas.

Com as a férias, a escolha de um novo juiz para a 13ª vara só poderá ser feita pelo Tribunal Regional da 4ª Região (TRF4) após a exoneração de Moro. Os juízes federais dos três estados do Sul do país podem se inscrever para ocupar a carga deixada pelo juiz. Enquanto o substituto não é escolhido, Gabriela Hardt assume o cargo e as ações ligadas a Lava-Jato.

Moro aceitou na semana passada, após conversa com Bolsonaro, assumir o cargo. Além de Moro, Onyx Lorenzoni foi escolhido como ministro extraordinário de transição e chefe da Casa Civil, Paulo Guedes cuidará do super ministério da economia, enquanto o astronauta Marcos Pontes assume o ministério da Ciência e Tecnologia.

Reportagem, Raphael Costa